Comitê libera US$ 4,8 milhões para Brasil proteger a camada de ozônio

Recursos são resultados do trabalho da delegação brasileira em reuniões realizadas em Montreal nas últimas semanas

Por araguaianews em dezembro 7, 2017

Prevenção

Recursos são resultados do trabalho da delegação brasileira em reuniões realizadas em Montreal nas últimas semanas

O Brasil terá mais US$ 4,8 milhões para dar continuidade às ações de proteção da camada de ozônio. A destinação foi aceita pelo Comitê Executivo do Fundo Multilateral para implementação do Protocolo de Montreal, acordo internacional que, há 30 anos, controla as substâncias destruidoras do ozônio.

A liberação desses recursos é resultado das reuniões realizadas nas duas últimas semanas, em Montreal, para discutir o controle das substâncias destruidoras do ozônio. Nesses encontros, a delegação brasileira, formada pelos ministérios do Meio Ambiente (MMA) e das Relações Exteriores, apresentou o relatório das ações nacionais de eliminação de compostos nocivos ao gás que protege o planeta dos raios ultravioletas.

Para o triênio 2018–2020, o comitê terá 540 milhões de dólares. O montante será utilizado para recompor os recursos do  Fundo Multilateral com o objetivo de apoiar as ações de proteção da camada do ozônio nos países em desenvolvimento.

O Protocolo de Montreal foi criado em 1987 e tem, hoje, a adesão de 197 países que trabalham para eliminar gradativamente substâncias nocivas ao ozônio. O Brasil aderiu ao Protocolo em 1990 e, em 2010, zerou o consumo dos clorofluorcarbonetos (CFCs).

Fonte: Ministério do Meio Ambiente 

Fonte: Fonte: Ministério do Meio Ambiente

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *