Araguaienses que venceram as dificuldades na vida e deram a volta por cima.

Alan Paes e Betânia Fávero tiveram que começar a buscar informações que pudessem mudar os seus pensamentos e o seus estado de espírito!

Por araguaianews em janeiro 31, 2018

Parabéns a estes vencedores.

Hoje uma nova revolução emerge, centrada na informação e comunicação. A previsibilidade e a certeza da era industrial já não ocorrem, pois não existem verdades definitivas. É necessário saber lidar com a complexidade, incertezas e o enorme volume de informações e mudanças. Alan Paes e Betania Favero entraram de cara justamente na era da industrialização, assim que tiveram a certeza de mudarem para Cuiabá/MT.

No mundo corporativo as estruturas hierárquicas verticalizadas já não são adequadas para um gerenciamento e resultados eficazes.

ficaram confusas sobre suas tarefas e responsabilidades e já não podem esperar, como faziam antes, que alguém lhes diga o que fazer e as controlem. Têm de assumir o risco da escolha e a responsabilidade das conseqüências. São requeridas delas outras qualidades de pensar, ser criativas e atuar como seres sistêmicos, integrando o racional e previsível com o emocional e intuitivo.

Assimilar o impacto das mudanças e assumir estes novos papéis gera ansiedade e sensação de impotência sobre como agir, mas Alan Paes e Betânia Fávero sempre tiveram a certeza do que queriam.

Uma experiência deste porte tem o seu lado obscuro, mas também um lado muito glorioso e de importante aprendizado. tanto é que o resultado do trabalho destes dois são muito gratificante.

Alan Paes e Betânia Fávero consideram o cenário atual do nosso país, e suas estatísticas relativas ao desemprego e a falência de negócios, considerando pertinente abordar algumas atitudes que poderia prejudicar em seus trabalhos.

1. Aceitar

Diante das dificuldades que passaram em Alto Araguaia eles  tiveram duas opções: enterrar-se vivo num buraco ou buscar uma superação. Optaram pela superação!

Alan e Betania sempre disse  que a vida é uma grande sequência de imprevistos, pois cre que seja quase impossível atravessar uma vida sem erros na vida financeira e na vida em geral. Pensa ainda que o melhor jeito de lidar com os imprevistos financeiros seria se preparar, mas isso nem sempre é possível. Como dizia seus pais “ Vagner e Elza, e o senhor Zé e dona Dulce, pais do jovem Alan Paes: “A dor ensina a gemer”. Ou seja, na maioria das vezes o nosso aprendizado vem com a própria dor, e foi assim que Betânia e Alan tomaram a decisão de mudarem para a capital de Mato Grosso Cuiabá/MT.

Alan Paes e Betânia Fávero, tiveram que começar a buscar informações que pudessem mudar os seus pensamentos e o seus estado de espírito!

Betânia diz que muitas pessoas podem desacreditar, mas pensa que uma pequena frase pode ter o poder de mudar todo um destino! Por quê? As frases de efeito trazem lições de vida, atitudes e valores que podem nos levar a redefinir nossos pensamentos e atitudes!

Não há uma frase universal para todos! Mas, se pesquisar na internet, certamente encontrará uma frase que tenha muita conexão com você e a sua história de vida.

Alan Paes e Betânia Fávero apoiaram numa frase de Winston Churchill, porque acreditaram que ela se encaixava perfeitamente no meu caso. Ela diz o seguinte: “O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder entusiasmo”.  Toda vez que minha energia enfraquecia buscava mentalizar esta frase, e logo mudava meu padrão de pensamentos.

Esta frase me ajudou a aceitar a realidade dos fatos, a me perdoar pelo meu despreparo nas confecções de bolos, e a adotar uma postura de enfrentamento e superação dos meus limites.

2. Buscar o apoio da família e amigos

Por mais constrangedor que isto inicialmente pode parecer, nossa família e amigos são o nosso porto seguro. São eles que permanecem enxergando nossas qualidades, mesmo quando na maioria das vezes, não acreditamos mais nelas. Quero muito agradecer nosso Cunhado Adriano e minha irmã Tânia Fávero, pela confiança que depositaram em nos, aos nossos pais que tanto amamos, na verdade agradecemos a toda família e amigos que nos ajudaram na nossa nova empreitada, dizendo também que não existiria nada neste mundo que poderia compensar tudo aquilo que a SARITA Fávero fez por nos.

3. Exercitar a fé

Sei que na maioria das vezes buscamos nossa fé somente quando estamos em extremo apuro. Mas nunca deixamos de acreditar e pedir a Deus que nos protegesse e cuidasse de nos.

Simplesmente abracei minha fé  com unhas e dentes, e com isto  sentimos mais fortalecidos.

4. Cuidar da mente e do corpo

Quando enfrentamos períodos turbulentos, uma das primeiras coisas que abandonamos é o cuidado com a saúde. Meu casamento com Alan Paes parece não ter sido o suficiente para assimilar este aprendizado, e precisei de mais este evento na minha vida para entender de uma vez por todas a importância desta questão, disse Betânia Fávero.

Fui ao médico fazer um “check-up”, voltei à academia, e não dei espaço à preguiça e ao desânimo que, honestamente, tomavam conta de mim naquele momento.

Procurei focar minha mente ao redor de amigos, família e quaisquer conteúdos gratuitos, que fossem capazes de acalmar e alinhar meus pensamentos na busca pela minha superação pessoal.  Corpo e mente devem estar sempre em plena harmonia!

5. Definir um rumo

Foi muito importante refletir sobre a direção a ser tomada logo após a definicão de mudar de Alto Araguaia para Cuiabá/MT, ou seja, abandonar a área onde tomamos o tombo ou erguer a cabeça e seguir em frente. Minha decisão foi a de seguir em frente e lutar. Insisti na direção do meu objetivo que era tocar uma industria de Bolo, oferecida pelo meu cunhado e Irmã, porque acreditava que o pedágio do meu aprendizado havia sido depositado por completo.

Lembro que numa certa noite eu e o Alan conversando com o meu pai ( Vagner) ele  indagou: “Betania, vocês tem certeza que querem mudar para Cuiabá?”. Respondi a ele com a voz embargada e os olhos cheios d’água: “Pai, eu sei que a situação é complicada neste instante, mas algo dentro de mim me diz que eu vou superar tudo isto. Apesar de estar completamente descapitalizados, abalados e fragilizado …. algo dentro do meu coração me sinaliza e me diz que ainda não devo desistir de lá, e que sou capaz de virar este jogo”. Ele olhou para mim serenamente, e disse: “Se é isto então que você quer, meus filhos, então vá em frente!”.

Importante ressaltar que o seu ego e a sua vaidade não podem influenciar sua decisão! Você precisa ser extremamente sincero com você mesmo, pois não há espaço para mais desgastes emocionais, e você não pode se dar ao luxo de persistir no erro novamente.

Se o melhor para o seu caso for a mudança de rota, ou seja, a mudança de área, isto não é vergonha para absolutamente ninguém. Ao contrário, além de ser uma grande demonstração de humildade e maturidade da sua parte, pode ser mais uma oportunidade na sua vida para REINVENTAR-SE! E reinventar-se é algo sempre muito POSITIVO, acredite!

6. Avaliar os erros e definir um plano

Alan Paes e Betânia Fávero avaliaram a  situação por alguns dias e revisaram os erros e acertos que poderiam acontecer na nova empreitada. I

Alan Paes e Betânia Fávero analisaram criteriosamente os erros específicos que poderiam cometer na sua área de trabalho, e encontrarem uma solução e redirecionamento para cada um deles. Este é um ponto VITAL na sua estratégia! Já dizia Albert Einstein: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

7. Resiliência

Alan Paes e Betânia Fávero disseram que foi preciso ter resiliência se quiser se superar! Resiliência nada mais é que a nossa capacidade de lidar com problemas difíceis, superar obstáculos e resistir à pressão de quaisquer adversidades. Os primeiros passos haviam sido tomados:  melhorar o nível de pensamentos,  tomar a decisão de manter-me na área, identificar os erros cometidos e estabelecer uma nova estratégia de trabalho.

A maior pressão de todas ainda estava por vir: adaptar em Cuiabá, pois em Alto Araguaia tinha um clima por volta de 28graus e Cuiaba na media de 40graus na sombra.

O fato é que aos poucos, e com a meta de pequenos ganhos diários, fui reconquistando minha confiança, dominado o meu medo, e com o tempo ampliando o volume e o resultado do nosso trabalho.

8. Reavaliar constantemente as estratégias

Alan Paes e Betânia Fávero adquiriram o hábito de revisar diariamente a qualidade dos produtos confeccionados por eles, o que  permitiu corrigir alguns pequenos detalhes para melhorar o seus desempenho, e seguir garantindo a retomada do seus crescimento e a qualidade do produto.

9. Superado o desafio, permita-se desfrutar do sucesso

Em menos de um ano depois da minha nova empreitada fui capaz de honrar todas as minhas dívidas, e ainda reservar um capital que me permitiu alavancar ainda mais as minhas perspectivas em Cuiabá/MT. Retomamos a nossa paz de espírito e nos  sentimos muito orgulhosos de nos mesmo, não vou negar!

Melhor do que ter retomado a estabilidade financeira e emocional, foi poder desfrutar a sensação de vitória por conta desta virada de jogo! Nunca vou esquecer desta experiência na minha vida!

A retomada da minha vida

Alan Paes e Betânia Fávero dizem  que não pretendem com estas poucas palavras acharem que você vai encontrar uma rápida saída ou solução para todas as suas questões. No entanto, acredito que esta troca de experiências entre nós seja muito positiva!

Alan Paes e Betania Fávero diz que quer incentivá-los a não desistir e a não entregarem-se por nada neste mundo, porque compreende perfeitamente as suas fragilidades e a dor neste instante. Seus sentimentos são compreensivamente humanos! Não sinta-se envergonhado de nada!

Eles entendem que não foram  os primeiro a vivenciarem uma crise financeira e emocional, tampouco serão o último. Anime-se, erga a cabeça, respire fundo, e programe-se para os seus próximos passos, disse Alan Paes e Betânia Fávero.

Hoje vou até abusar um pouco mais da sabedoria de Albert Einstein, que diz: “Eu tentei 99 vezes e falhei, mas na centésima tentativa eu consegui. Nunca desista de seus objetivos mesmo que eles pareçam impossíveis, a próxima tentativa pode ser a vitoriosa”.

Portanto, acredite em você, PORQUE EU ACREDITO EM VOCÊ! Tenho confiança de que também é capaz de dar a volta por cima, e estabelecer a sua própria VIRADA DE JOGO!

Para finalizar, gostariamos de deixar você refletindo ainda um pouco mais, enquanto escuta esta música do Titãs: Enquanto houver sol. Esta música é uma ótima opção para quem precisa de motivação para continuar sua trajetória, porque fala de esperança e dá incentivo para que as pessoas jamais desistam de seus objetivos.
Ela diz, dentre outras coisas:

“Quando não houver mais saída, quando não houver mais solução;
Ainda há de haver saída, nenhuma ideia vale uma vida!
Quando não houver esperança, quando não restar nem ilusão…
Ainda há de haver esperança em cada um de nós, algo de uma criança
Enquanto houver sol, enquanto houver sol, ainda haverá…”

Fonte: Assessoria

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Comentários

  • Um depoimento desse é uma lição de vida, de sobrevivência, coragem , Parabéns ao casal Alan e Betania…

  • Sei muito bem as turbulências dessas transições pois além de conhecer os dois desde a época de guri em Alto Araguaia, eu também resolvi deixar pra trás o querido Araguaia para tentar a vida aqui na capital. E só eu sei as dificuldades e necessidades que passei ao chegar. Saudades de casa, clima, pouco conhecimento de terreno e de pessoas, falta de grana, falta até de onde morar definitivamente, enfim… tudo conspira para vc desistir mas estou aqui. Hoje, depois de 18 anos em terras cuiabanas me sinto estabilizado, tenho lugar próprio para morar, tenho família, emprego, carro… mas uma coisa é certa: não é fácil. Parabéns e sucesso aos dois, meus amigos de longa data. Que continuem crescendo e cada vez mais unidos. Abraços !!!

  • Parabéns pela perseverança, voces são pessoas iluminadas. O que fizeram foi justamente atentar para os sinais que o mundo dá e quando o mundo conspira a nosso favor, despiu-se da vaidade e comodismo e encarou a vida de frente!
    Referência de superação!
    Grande abraço…muita luz!!

  • Quanto ao depoimento de Alan e Betânia, não deixar der ser motivocional. Como Deus não foi objeto dessa transformacao, tornou-se sem efeito, pra mim. Ficou claro em todo texto, que Deus não foi se quer lembrado, apesar das dificuldades que ambos passaram.