“Doeu muito em mim ter que desistir naquele momento”, diz Mauro sobre reeleição

Apesar de dizer que não houve nenhum tipo de arrependimento ao decidir abrir mão de disputar a reeleição à prefeitura de Cuiabá, o ex-prefeito Mauro Mendes declarou, em entrevista ao Estúdio Hiper, que doeu muito tomar esse caminho

Por araguaianews em fevereiro 2, 2018

“Doeu muito em mim ter que desistir naquele momento”, diz Mauro sobre reeleição

Apesar de dizer que não houve nenhum tipo de arrependimento ao decidir abrir mão de disputar a reeleição à prefeitura de Cuiabá, o ex-prefeito Mauro Mendes declarou, em entrevista ao Estúdio Hiper, que doeu muito tomar esse caminho. Aos 45 do segundo tempo, Mendes anunciou aos aliados que não disputaria o pleito. De última hora, foi escolhido o hoje secretário de Cidades Wilson Santos (PSDB) para concorrer ao Palácio Alencastro. No entanto, o tucano foi derrotado em segundo turno pelo atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

mauro mendes/estudio hiper

Ex-prefeito foi entrevistado durante o Estúdio Hiper

“Eu até iria, porque era isso que o meu coração queria, porque fazia algo que gostava e gosto muito, mas naquele momento tive que fazer uma escolha. Doeu muito em mim, mas aprendi uma coisa na minha vida. Fazer aquilo que é preciso ser feito e naquele momento eu tinha que dar um passo atrás. Minha esposa é muito importante sim, mas a decisão final coube a mim e fiz aquilo que naquele momento me parecia mais sensato e tomei essa decisão, muito embora ela tenha doído principalmente em mim”.

Há um ano afastado da política partidária, Mendes afirma ter a consciência tranquila por ter honrado os compromissos como prefeito. Neste período distante da vida pública, Mendes se dedicou à família e aos negócios. Durante a sua gestão enquanto prefeito, o Grupo Bipar, de sua propriedade, entrou em recuperação judicial, um dos fatores que pesaram para desistir do pleito, além da pressão familiar.

“Não existe arrependimento, gostei muito do que fiz na condição de prefeito de Cuiabá. Fiz um compromisso de ser prefeito por quatro anos e honrei esse compromisso.  Quando fui às urnas em 2012, quando andei por Cuiabá, quando falei com as pessoas diretamente pelos meios de comunicação, pedia voto para um mandato de quatro anos. Honrei esse mandato e infelizmente, digo infelizmente, porque doeu muito em mim ter que ter desistido naquele momento. Infelizmente não pude renovar esse compromisso com a população cuiabana de ser prefeito por mais quatro anos”, disse.

Mendes lembra que sempre deixou claro à população que seu compromisso era com o mandato de 4 anos e que nunca afirmou que seria candidato à reeleição, embora pesquisas apontassem uma aprovação de 80% pelos cuiabanos. “Nunca ninguém me ouviu dizer que seria candidato à reeleição, sempre disse que estava analisando, sempre muito cuidadosa com as minhas palavras para não ficar refém delas”.

O ex-prefeito, que agora se movimenta e pode novamente disputar um cargo público nas eleições que se aproximam, ponderou ser contra os políticos profissionais. “Na minha vida toda fui contra aqueles que chamo de políticos profissionais, aqueles que passam a vida inteira se candidatando, recandidatando, fazendo da política uma profissão. Para mim, política é uma contribuição e eu fui lá, dei a minha contribuição e voltei para a minha vida de cidadão”.

Conforme Mendes, neste ano afastado da política, pode curtir mais a família, a filha de 3 anos, cuidar da esposa e se dedicar inteiramente à sua atividade profissional. “Um ano é uma eternidade quando você vive cada dia, cada momento”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *