As vendas de carros elétricos e híbridos na Noruega já superam as de modelos convencionais movidos a gasolina e diesel

Os cinco modelos mais vendidos no país foram o Volkswagen e-Golf (6.639 unidades), o BMW i3 (5035), o Toyota RAV4 (4.821), o Tesla Model X (4.748) e o Toyota Yaris (4.071)

Por araguaianews em abril 9, 2018

Aqui, a venda de elétricos e híbridos já supera a de diesel e gasolina

Em 2017, a participação de veículos “verdes” atingiu o marco de 52% no mercado noruegûes

São Paulo – As vendas de carros elétricos e híbridos na Noruega já superam as de modelos convencionais movidos a gasolina e diesel. A participação deveículos “verdes” atingiu o marco de 52% no mercado noruegûes, bem acima dos 40% de 2016, cimentando a posição do país como líder global no esforço para restringir as emissões dos veículos.

Os cinco modelos mais vendidos no país foram o Volkswagen e-Golf (6.639 unidades), o BMW i3 (5035), o Toyota RAV4 (4.821), o Tesla Model X (4.748) e o Toyota Yaris (4.071), que fazem jus ao padrão econômico do país. Mas, claro, apesar do alto padrão de vida, os noruegueses também contam com ajuda — ou melhor, um generoso empurrão — do governo para comprar quatro-rodas mais ecológicos.

Ao longo dos últimos anos, a Noruega eliminou impostos sobre os veículos limpos e foi ainda mais longe, oferecendo estacionamento gratuito e acesso a corredores de ônibus. Atualmente, os carros híbridos e elétricos são, praticamente, “bestsellers” no país.

O empenho do país para “esverdear” seu transporte está totalmente ligado as suas metas climáticas. Nos termos do Acordo de Paris, a Noruega prometeu reduzir suas emissões de gases de efeito estufa em 40% até 2030, em relação aos níveis de 1990.

 Privilégios no trânsito: carros elétricos podem utilizar a faixa dos ônibus na Noruega.

Privilégios no trânsito: carros elétricos podem utilizar a faixa dos ônibus na Noruega. (Ståle Frydenlund/elbil.no/Creative Commons)

Como a matriz energética do país é predominantemente dominada por usinas hidrelétricas, o setor de transporte, que é historicamente dominado por veículos a diesel e a gasolina, tornou-se foco das ações do governo. O intento é desafiador e para cumpri-lo o país prometeu banir a venda de carros movidos a combustíveis fósseis até 2025.

Embora as vendas de carros elétricos na Noruega estejam muito à frente da maioria dos outros países europeus, elas estão muito aquém do necessário para atingir a meta de redução de emissões, segundo projeções do Instituto de Economia dos Transportes, um entidade de pesquisa independente do país.

O instituto estima que a Noruega precisa de cerca de 65.000 novos veículos elétricos na estrada somente em 2018 para atingir a meta, o que é quase o dobro do número de veículos vendidos em 2017. A oferta precisará aumentar nos próximos anos se a Noruega quer cumprir seus objetivos em relação aos carros e ao clima, destaca o site Climate Change News.

Alguns estão descontentes com a política de transporte pessoal muito intervencionista do governo norueguês. Em novembro passado, 4.000 pessoas se reuniram em Oslo para protestar contra um aumento de 74% no pedágio dos carros a gás e a diesel para entrar e sair da cidade. Fato é que as vendas de carros a diesel caíram para apenas 16% no mês passado, já as dos modelos movidos a gasolina, que tinham mais de 26% do mercado em 2016, agora estão abaixo de 20%.

Paradoxalmente, o país está avançando cada vez mais no Oceano Ártico em busca de mais petróleo e gás, dividido entre sua ambição de ser um líder global em mudanças climáticas e a consciência de que sua riqueza está ligada à dependência econômica dos combustíveis fósseis. A Noruga é o 15º maior produtor de petróleo e gás do mundo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *