728X90

Love e Jô. Últimos que voltaram pela emoção. Dentinho? Só ganhando pouco

Por araguaianews em janeiro 5, 2021

O Corinthians será mais racional em relação aos ex-ídolos. Investiu nos veteranos Love e Jô. Clube não pagará R$ 1,5 mi a Dentinho

Dentinho saiu do Corinthians chorando. Jurando que voltaria. Só se for com salário baixo

Dentinho saiu do Corinthians chorando. Jurando que voltaria. Só se for com salário baixo

CORINTHIANS

São Paulo, Brasil

O ‘novo’ dono do futebol do Corinthians, o ex-presidente Roberto de Andrade, foi direto, na sua primeira entrevista de volta ao clube.

“Quando o Duilio falou em pés no chão, eu também já usei. Não quer dizer que vai ser zero contratação e deixar o time largado. É não trazer o cara de 1 milhão por mês (de salário). Agora, oportunidade de mercado, para deixar o time mais forte, isso sempre vai acontecer.

“Por R$ 1,5 milhão não vai dar para trazer. Mas tem outros mais baratos e com a mesma qualidade. Jogadores virão, mas sempre com responsabilidade. É uma bandeira do Duilio: responsabilidade com o caixa do clube.”

O recado tem endereço certo: Dentinho.

O jogador que nasceu para o futebol no Corinthians, e fará 32 anos daqui duas semanas, tem o desejo de voltar e encerrar sua carreira no Parque São Jorge.

Ele foi vendido em 2011.

Seu contrato termina em novembro, com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.

Haveria até a possibilidade de uma rescisão amigável para que, em março, ele já estivesse no clube, para a disputa do Campeonato Paulista.

Lento, sem força física, Love foi uma decepção ao voltar. Rescindiu seu contrato

Lento, sem força física, Love foi uma decepção ao voltar. Rescindiu seu contrato

CORINTHANS

Talvez o clube ucraniano facilitasse a saída, devido à ótima relação que mantém com o brasileiro.

Só que Dentinho ganha muito bem no Shakhtar.

No Parque São Jorge, conselheiros garantem que não é menos do que R$ 1,5 milhão.

Número que Roberto de Andrade usou para exemplicar para falar de atletas caros e que o clube não contratará.

Ou seja, se Dentinho quiser realizar seu sonho, terá de receber muito menos que ganha na Ucrânia.

Isso ele não fará, deixa mais explícito seu empresário, o ex-jogador Gilberto Costa.

Apesar de o ex-presidente Andrés Sanchez ter conseguido mudar a forma de pagamento do estádio, sem destinar toda a arrecadação dos jogos à dívida, como era, a nova diretoria, comandada por Duilio Monteiro Alves, será econômica. Principalmente neste primeiro ano, ainda sob o efeito da pandemia.

O sentimentalismo, por exemplo, que motivou a contratação de Vagner Love e Jô, muito abaixo do que estavam quando saíram do Corinthians, deixará espaço ao racional.

Dentinho serve como exemplo.

Vagner Mancini, como o blog adiantou, foi efetivado no cargo.

E defende que seu time seja formado por jogadores com grande força física.

O espaço para veteranos diminuirá.

Duilio quer priorizar a utilização de jogadores da base e jovens destaques, que custem barato.

Pouquíssimos atletas importantes podem chegar. Desde que estejam em plena forma.

E com um estudo claro das últimas temporadas.

Jô. Caro, pesado, lento. Retorno foi pouco estudado. Motivado pela emoção

Jô. Caro, pesado, lento. Retorno foi pouco estudado. Motivado pela emoção

CAIO ROCHA/ESTADÃO CONTEÚDO – 2/12/2020

Para evitar erros primários como foi a aposta de 5 milhões de euros, atuais R$ 31,9 milhões, por 50% dos direitos de Luan.

A ordem no Corinthians é usar a racionalidade nas contratações e levar em conta, como pouco acontecia, a opinião do treinador.

Quanto ao estranhamento do retorno do ex-presidente Roberto de Andrade, como diretor de futebol, a explicação é simples.

Faz parte do plano traçado pelo grupo que domina o Corinthians desde 2007. E que é a apelidado pela oposição como ‘baixo clero’.

Como no estatuto do clube o presidente é impossibilitado de concorrer a um segundo mandato seguido, o domínio do futebol tem tudo para ser o caminho de retorno de Roberto de Andrade ao comando do clube.

Ou seja, além dos três que Duilio conseguiu na eleição passada, o grupo de Andrés, com Roberto de Andrade, já encaminha outros três.

Até 2027, completando, no mínimo, vinte anos no poder.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *