728X90

Documentário mostra estragos e recuperação do Pantanal após incêndios devastadores

O documentário “Pantanal - Futuro incerto” mostra recuperação do bioma e levanta debate sobre a importação da conservação da região

Por araguaianews em julho 6, 2021

O documentário “Pantanal – Futuro incerto” mostra recuperação do bioma e levanta debate sobre a importação da conservação da região.

TV AL

pantanal futuro incerto.jpg

Qual será o futuro do Pantanal após os incêndios devastadores na região em 2020? É o que discute o documentário “Pantanal – Futuro Incerto”, lançado pela TV Assembléia no último sábado (03) e disponibilizado nesta segunda-feira (05), na internet. A produção mostra os estragos causados pelos incêndios ocorridos no Pantanal em 2020 e como a região está se recuperando, além de levantar um debate importante sobre o futuro do bioma.

 

Com cerca de uma hora de duração, “Pantanal – Futuro incerto” mostra a região em três momentos: durante os incêndios do ano passado, durante o período das chuvas e no início do período de seca de 2021. As questões relevantes envolvendo o Pantanal e a sua preservação são levantadas por diversos personagens ouvidos no material, como pesquisadores, pantaneiros, pecuaristas, empresários, representantes do setor de Turismo e de Organizações Não Governamentais (ONGs), membros do Corpo de Bombeiros Militar, Ministério Público e outras autoridades.

A idealização e coordenação do documentário, bem como a condução das entrevistas foram feitas pelo repórter da TVAL Anderson Sartori. Segundo ele, os incêndios registrados em 2020 – os maiores da última década – evidenciaram a falta de preparo do Estado para lidar com esse tipo de ocorrência.

“Conseguimos imagens exclusivas produzidas pelo Coronel Barroso, do Corpo de Bombeiros, do resgate da primeira onça, feito de forma totalmente improvisada. O resgate de animais nunca havia sido feito nesses moldes. Mostramos também o antes e o depois de uma das primeiras propriedades atingidas pelos incêndios, cuja dona foi quem iniciou uma campanha para arrecadação de alimentos. No total, foram arrecadadas 350 toneladas de alimentos, tudo por meio de doações”, relata.

Após acompanhar de perto a situação, Sartori destaca a necessidade de promover discussões acerca do tema, bem como de adotar medidas para assegurar a preservação do Pantanal. “O documentário propõe uma discussão, um alerta sobre o que está por vir no Pantanal. Não é nada animador olharmos para a região e vermos esse cenário. Quem assistir o material vai entender o que está acontecendo lá, que é tudo muito complexo e nos envolve muito mais do que a gente imagina. Esse foi um dos trabalhos mais significativos da minha carreira e espero que fique como um legado para provocar reflexões e fazer as autoridades tomarem providências”, diz.

“Além das medidas instituídas a fim de evitar outras tragédias ambientais, o Parlamento tem o dever de funcionar como um espelho daquilo que acontece no estado e de como a administração pública está lidando com isso”, destacou a secretária de Comunicação da Assembleia Legislativa, Rosimeire Felfili.

 

O documentário foi exibido na TV AL no último fim de semana e a partir desta segunda-feira (05), está disponível no canal da emissora no youtube: Clique aqui ou confira abaixo:

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *