728X90

Mato Grosso ainda apresenta sinal de crescimento de SRAG

Novo Boletim InfoGripe da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado nesta quarta-feira (03.08).

Por araguaianews em agosto 4, 2022

srag.jpg

Mato Grosso é o único estado do Centro-Oeste que ainda há sinal majoritário de alta de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). O estado faz parte do pequeno grupo de unidades federativas que ainda apresentam sinal claro de manutenção de crescimento, conforme o novo Boletim InfoGripe da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado nesta quarta-feira (03.08). 

Conforme o documento, na presente atualização é possível observar que apenas oito das 27 unidades federativas apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo (últimas seis semanas): Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Piauí, Roraima e Sergipe. Os demais estados e o Distrito Federal apresentam estabilidade ou queda na tendência de longo prazo até a semana 30, período de 24 a 30 de julho.

Desta forma, a análise das curvas de cada unidade federativa indica que na maioria dos estados da metade sul do país (Sudeste, Sul e Centro-Oeste) encontram-se em situação de estabilidade ou queda, exceto no Mato Grosso que mantém sinal de crescimento.

A capital Cuiabá acompanha a tendência estadual. O Boletim aponta que sete das 27 capitais apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo até a semana 30: Cuiabá, Belém (PA), Boa Vista (RR), Macapá (AP), Palmas (TO), Porto Alegre (RS) e Teresina (PI). A capital mato-grossense encontra-se em nível alto para transmissão comunitária.

Situação nacional

A presente atualização indica queda nas tendências de longo (últimas seis semanas) e curto prazo (últimas três semanas). Enquanto há a manutenção do predomínio de sinal de crescimento no norte, o Boletim mostra que a maioria dos estados do sudeste, centro-oeste e sul aponta para manutenção de queda e, no nordeste, existe um sinal predominante de interrupção do crescimento, com alguns estados já iniciando queda.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *