728X90

Dois políticos de Mato Grosso aparecem em lista de investigados da Receita Federal

Dois políticos do Estado que aparecem na lista de 173 políticos do País que estão sendo alvo de investigação

Por araguaianews em agosto 13, 2021

O senador Jaime Campos (DEM), e o ex-prefeito de Nova Mutum, Adriano Pivetta (PDT), são os dois políticos do Estado que aparecem na lista de 173 políticos do País que estão sendo alvo de investigação por parte da Receita Federal. A revista Veja que circulou nesta sexta-feira (13), traz ampla reportagem sobre o assunto.

Também figuram na lista dos investigados, conforme a Veja mostrou com a divulgação de fac-símile, o senador Renan Calheiros (MDB) e o deputado federal Arthur Lira (PP), presidente da Câmara Federal.

O senador mato-grossense é o 5º nome na lista de autoridades elaborada pela Receita com o apoio de relatórios de inteligência produzidos pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão federal que monitora movimentações financeiras suspeitas para auxiliar na apuração de casos de sonegação fiscal, corrupção e lavagem de dinheiro. Jaime Campos, conforme a reportagem, começou a ser em 2018, ano em que disputou a eleição e se elegeu senador.

Somente do Congresso Nacional, conforme a lista, estão 49 parlamentares, sendo onze 11 senadores e 38 deputados federais.

O ex-prefeito de Nova Mutum, Adriano Pivetta (PDT), aparece em uma segunda lista do Fisco, com 211 procedimentos de fiscalização abertos contra autoridades nos últimos cinco anos. Por duas vezes prefeito de Nova Mutum, encerrando seu mandato em dezembro do ano passado, Pivetta declarou à Justiça Eleitoral em 2016 possuir bens que somavam R$ 27.082.256,68.

Quatro anos antes, quando foi eleito prefeito pela primeira vez, ele havia declarado R$ 16.724.463,91. Adriano, irmão do vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta, é o 116º nome da lista e teve o procedimento fiscal aberto em 2015, um ano antes de assumir o segundo mandato.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *