25.7 C
Alto Araguaia
segunda-feira - 22 abril - 2024
HomeMato GrossoNovas habilitações de frigoríficos para China tiveram participação do Governo de MT

Novas habilitações de frigoríficos para China tiveram participação do Governo de MT

As novas plantas autorizadas estão localizadas em Várzea Grande, Colíder, Diamantino, Confresa, Alta Floresta e Pontes e Lacerda. – Foto por: Assessoria/Indea

Governo chinês habilitou seis unidades para exportar para o país asiático, totalizando 14 plantas autorizadas no Estado

Seis frigoríficos de Mato Grosso foram habilitados pelo Governo da China para exportar carne bovina para o país asiático. Com as novas habilitações, já são 14 frigoríficos no Estado com autorização para a transação comercial.

O comunicado sobre a habilitação dos frigoríficos foi enviado ao governo brasileiro nessa terça-feira (12.03). Ao todo foram concedidas 38 habilitações, incluindo abatedouros de bovinos, frangos e suínos.

Em Mato Grosso, as plantas com autorização de venda para o mercado chinês estão localizadas em Várzea Grande, Colíder, Diamantino, Confresa, Alta Floresta e Pontes e Lacerda.

Conforme o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, o Governo do Estado teve participação ativa nas tratativas que resultaram na habilitação das novas plantas frigoríficas.

“Na última viagem do governador Mauro Mendes à China, na CIIE, a maior feira de comércio da Ásia, levamos vários empresários do setor da indústria frigorífica e lá tivemos a oportunidade de apresentar essa empresa de Várzea Grande, que agora foi habilitada pelo governo chinês. É um trabalho importante que o Governo do Estado faz e vai continuar fazendo, não só pela Sedec mas também por meio do Instituto Mato-grossense da Carne, trabalhando Governo e iniciativa privada juntos para promover a carne mato-grossense, que tem a melhor qualidade do Brasil e uma das melhores do mundo”, observou.

César Miranda afirmou que a habilitação das plantas mato-grossenses é um reconhecimento à indústria frigorífica e à classe produtora do Estado e destacou que, além de carne de qualidade, Mato Grosso tem o maior rebanho bovino do país, agora livre de febre aftosa sem vacinação.

“Com o maior número de cabeças de gado do país e essa qualidade de carne, Mato Grosso tem conquistado novos mercados e ampliado as exportações para países parceiros, como a China, que é a maior compradora de produtos agrícolas produzidos no Estado”, ressaltou.

Atualmente, Mato Grosso tem 54 plantas frigoríficas no Estado, entre carne bovina, suína e aves. Deste total, 32 exportam proteína animal para 83 países.

De acordo com o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso, Sílvio Rangel, a lista com habilitação de novos 38 frigoríficos do país é a maior liberada para exportação pelo governo chinês.

“É um mercado interessante para Mato Grosso e para a indústria frigorífica, que passa a ter um mercado aberto na China. O país tem um consumo muito grande de carne. A produção de proteína animal tem crescido bastante, principalmente de bovinos. Então, a abetura desses novos mercados é importante para trabalharmos a exportação”, avaliou.

Conforme o Centro de Dados Econômicos de Mato Grosso (DataHub MT), em 2023 Mato Grosso exportou 244,3 mil toneladas de carne bovina para a China, e gerou faturamento R$ 1,1 bilhão. Segundo o coordenador do DataHub, Vinicius Hideki, “com a adição de seis novos frigoríficos habilitados para exportação, há uma tendência de aumento no volume de carne embarcada e, consequentemente, um aumento na receita da indústria mato-grossense”.

Fonte: Secom MT
OUTRAS NOTÍCIAS