728X90

Parentes e amigos se despedem de piloto de Marília Mendonça 

O corpo do piloto seria cremado e as cinzas, levadas para Floriano (PI), cidade natal dele

Por araguaianews em novembro 7, 2021

Natural do Piauí, Geraldo Medeiros Júnior teria corpo cremado, mas família optou por sepultamento devido a demora em liberação

Velório do piloto Geraldo Medeiros Júnior, que transportava a cantora Marília Mendonça

Velório do piloto Geraldo Medeiros Júnior, que transportava a cantora Marília Mendonça

LUIZ CALCAGNO/R7

Familiares e amigos se despedem na manhã deste domingo (7), em Brasília, do piloto Geraldo Medeiros Júnior, 56 anos, morto após a queda do avião que transportava a cantora Marília Mendonça na sexta-feira, em Minas Gerais. Além da cantora e do piloto, outras três pessoas morreram no acidente.

O corpo do piloto seria cremado e as cinzas, levadas para Floriano (PI), cidade natal dele, mas a família não conseguiu a liberação da documentação e acabou optando nesta manhã pelo enterro em Brasília.

O avião que Geraldo pilotava estava em situação regular e caiu a cerca de 5 quilômetros do aeroporto de Caratina, onde a artista faria uma apresentação.  Na região onde aconteceu o acidente, de acordo com um relatório obtido, o sistema de informações aeronáuticas apontava a existência de torres de alta-tensão.

A aeronave teria atingido um cabo de uma torre de distribuição antes de cair, conforme relatório da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais).  “A Cemig informa que o avião bimotor que transportava a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas atingiu um cabo de uma torre de distribuição da Companhia no município de Caratinga”, informou o texto.

Tio de Geraldo, Antônio Augusto Martins de Medeiros, 71 anos, disse que conversou com o piloto na quinta-feira (4). Ele é de Fortaleza, mas está em Brasília visitando uma filha. Segundo Antônio, a família está abalada.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *