30.2 C
Alto Araguaia
segunda-feira - 20 maio - 2024
HomeMato GrossoPrimeira-dama de MT parabeniza alunas indígenas pela conclusão de cursos do SER...

Primeira-dama de MT parabeniza alunas indígenas pela conclusão de cursos do SER Família Capacita

Alunas da etnia Xavante de Campinápolis

Em apenas quatro meses de cursos de existência, o programa já formou 119 turmas

Em Campinápolis, município localizado a 550 km de Cuiabá, 29 alunos concluíram os cursos de costura industrial e de panificação e salgados, oferecidos pelo programa SER Família Capacita, idealizado pela primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes. Entre os formandos estão 16 mulheres indígenas. Os certificados foram entregues nessa terça-feira (07.11).

O programa do Governo do Estado é executado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT). Em apenas quatro meses, o programa já formou 119 turmas.

Foram 19 formandos em corte e costura e 10 em panificação.

A equipe da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (Unaf) participou da formatura junto com a secretária da Setasc, Grasielle Bugalho, que também representou a primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes; o prefeito Zé Bueno; a primeira-dama do município Ana Lúcia Bueno; a representante do Senai, Ana Caroline Bononi, e outros convidados.

Virginia Mendes parabenizou os alunos e destacou a alegria de ver mais uma turma concluindo os cursos. “Estou muito orgulhosa por todas as alunas que se formaram. Esse é o propósito do programa SER Família Capacita, dar oportunidade para todos, sem distinção. Minhas irmãs indígenas estão tendo oportunidade de realizar o sonho de exercerem novas atividades. Agradeço à primeira-dama Ana Lúcia, ao prefeito Zé Bueno, os instrutores do Senai, à secretária Grasi e sua equipe na Setasc que gerenciam o programa e ao governador Mauro Mendes, por toda dedicação a este programa, e ainda de coração quero agradecer à minha equipe da Unaf que me representou e registrou esse momento lindo”.

De acordo com a primeira-dama Ana Lúcia, a população está ansiosa pelos próximos cursos. “As indígenas participaram do curso de costura. A primeira-dama Virginia Mendes tem uma atenção especial com elas. A população já está ansiosa pelos próximos cursos. Agradecemos ao Senai, à Setasc e ao Governo que proporcionou os cursos com materiais de excelente qualidade”, declarou.

O prefeito Zé Bueno exaltou a parceria do Governo e da primeira-dama de MT. “O governador, juntamente com a nossa primeira-dama Virginia Mendes, são parceiros de Campinápolis e de todo o Mato Grosso. Os novos cursos que virão terão todo o apoio do município”.

Para a secretária Grasielle, a transformação na vida das pessoas está acontecendo. “É muito gratificante a gente percorrer o estado de Mato Grosso e ver a transformação na vida das pessoas. O SER Família Capacita veio para mostrar às pessoas que é possível ter novas oportunidades”.

Emocionada a instrutora do curso de panificação, Maria Aparecida, contou sobre a troca de experiência. “A gente aprende muito também. Eu vivo disso, as pessoas que participaram são pessoas carentes, e que tinham o sonho de aprender. Muitos expressaram que tinham que aprender porque precisam vender. Agradeço o governador e à primeira-dama Virginia Mendes por essa oportunidade”.

A professora de costura, Madalena Sobrinho, disse que as alunas a surpreenderam. “Fiquei surpreendida com minhas alunas, algumas nunca tinham sentado em uma máquina de costura e já saíram costurando para si. Eu também aprendi muito com elas e descobri algo que eu nem sabia: a minha capacidade de ensinar”.

Andriangela Pehoimo, uma das alunas indígenas da etnia Xavante, discursou na cerimônia, representando o grupo de alunas. “A nossa etnia é a mais popular de Mato Grosso. A população da nossa reserva está estimada em mais de nove mil pessoas. Muitas mulheres da nossa etnia vêm para a cidade com baixa escolaridade, algumas nem falam português e a única oportunidade que tem é trabalhar de doméstica, por isso, o curso de costura é tão importante para nos dar possibilidade de levar renda para nossas famílias”.

Dona Vilma de Fátima, 76 anos, fez o curso de panificação. “Eu não via nem a aula passar e, com muita dedicação, a gente aprendeu. Eu quero muito conhecer a primeira-dama Virginia Mendes, e agradeço à ela por tudo”.

Maria Helena, 64 anos, disse que sempre teve vontade de aprender a costurar. “É algo que sempre quis aprender, porque eu trabalho em serviço pesado e a costura vai ser ótimo para mim. Só de imaginar que vou pegar um certificado é uma bênção”.

OUTRAS NOTÍCIAS