28.8 C
Alto Araguaia
segunda-feira - 22 abril - 2024
HomeBrasilSecretário cobra senadores por mudança na reforma tributária: “impactos para os próximos...

Secretário cobra senadores por mudança na reforma tributária: “impactos para os próximos 50 anos”

Rogério Gallo afirma que mudanças discutidas no Congresso Nacional devem diminuir a receita de MT

Conteúdo/ODOC – O secretário de Fazenda de Mato Grosso, Rogério Gallo, disse à imprensa nesta segunda-feira (14), que a reforma tributária do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em tramitação no Senado Federal, que o Governo do Estado quer assegurar, na nova lei tributária, uma transição longa pelo fato de o Estado ser, conforme as regras colocadas, o grande perdedor de receita.

Segundo ele, da forma que está sendo discutida no Congresso Nacional, a proposta deve reduzir em R$ 7 bilhões a receita do Estado, colocando em risco os próximos 50 anos do Estado.

“Nós precisamos assegurar uma transição longa, porque Mato Grosso é um grande perdedor de receita, para que a gente tenha essa reposição das receitas, nos nossos cofres ao longo de 50 anos, isso precisa ter uma fórmula que assegure de forma justa para Mato Grosso, que não tenhamos super ganhadores na federação e estados super perdedores, como é o caso de Mato grosso. Vamos lutar por uma regra mais justa de transição”, afirmou Gallo.

O secretário de Fazenda do Estado adiantou que vai buscar o empenho direto dos senadores Jaime Campos (União Brasil), Mauro Carvalho (União Brasil) e Margareth Buzetti (PSD) para trabalhar no Senado a modificação das regras, como exemplo, um novo tributo para manter o fomento da industrialização no Estado.

“Nós vamos lutar para que tenhamos lá um mecanismo nesse novo tributo para que a gente possa continuar fomentando a atividade industrial em Mato Grosso e nos estados do Centro-Oeste, Norte e Nordeste, sem guerra fiscal”, destacou Rogério Gallo.

Fonte: O Documento

 

OUTRAS NOTÍCIAS