728X90

Tribunal de Justiça confirma derrubada de Lei que obrigava fornecimento de lanche em escolas da rede estadual

Conforme o relator, apesar da nobre intenção do legislador há claramente ilegalidade na norma

Por araguaianews em agosto 13, 2021

Por unanimidade, os desembargadores que compõem o Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso mantiveram decisão que considerou inconstitucional a Lei Estadual nº 11.415/2021. A norma obrigava o Estado de Mato Grosso a fornecer lanches nas escolas estaduais, após o retorno das aulas presenciais fora do horário das aulas. No último dia 30, o desembargador José Zuquim Nogueira, já havia concedido uma liminar concedida liminar que considerava a medida inconstitucional.

A Lei proposta pelo deputado Eduardo Botelho (DEM) foi aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Mauro Mendes (DEM). Porém, no último dia 28, o Governo do Estado impetrou Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIM).

De acordo José Zuquim Nogueira, relator do caso, a criação desta lei denota-se: “violação ao princípio da separação dos poderes pela usurpação da reserva da administração. A ação implicaria em aumento de despesa, o que é vedado pelo ordenamento jurídico, e também sequer indica fonte dos recursos disponíveis para os encargos decorrentes”, pontuou o magistrado.

Conforme o relator, apesar da nobre intenção do legislador há claramente ilegalidade na norma. “A imposição ao governador em ofertar diariamente a todos os alunos matriculados em toda a rede de ensino, lanche em horário específico – fora do turno regular escolar – não condiz com a harmonia e independência necessárias entre os Poderes, por se configurarem como forma indevida de submissão de um poder em relação ao outro e, em consequência, como afronta aos artigos 9º da Constituição do Estado de Mato Grosso e disposto no art. 173, do mesmo diploma legal”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *